EVENTO

Câmara de Hulha Negra homenageia agricultores e motoristas

Você ainda possui 2 notícias no acesso gratuito. Efetue login ou assine para acesso completo.
Homenageados posaram para foto oficial após a entrega dos Títulos de Honra ao Mérito

Homenageados posaram para foto oficial após a entrega dos Títulos de Honra ao Mérito Foto: Silvana Antunes TP

Integrando os even­tos da Semana do Colo­no, ocorreu na noite de sexta-feira (3), uma sessão solene na Câmara de Ve­readores em homenagem ao colono e motorista do município, que tiveram data comemorativa em 25 de julho.

Na ocasião, com a presença de autoridades municipais, familiares e as soberanas da 23ª Festa do Colono, foram concedidos os títulos de Honra ao Mé­rito aos casais de agriculto­res, Carlos Antônio Langer e Ana Elise de Oliveira e Max Lima Baumbach e Roslaine Hellwig Baum­bach, além do motorista Diovane Manzke Müller.

Além dos home­nageados, a mesa foi com­posta pelo vice-presidente do Legislativo, o vereador Marcus Roberto Mielke Leitzke e o prefeito de Hulha Negra Renato Ma­chado. Também estiveram presentes os vereadores Getúlio Porto e Jorge Co­elho.

Ao abrir os traba­lhos, o vereador Marcus Leitzke parabenizou os homenageados e ressaltou a importância dos trabalhos para o município de Hu­lha Negra. “É uma grande satisfação estarmos aqui, a sessão é para os home­nageados, pessoas que tra­balham, dão seu suor em prol do nosso município. As homenagens são me­recidas”, disse Leitzke ao abrir os trabalhos.

Em seu pronuncia­mento, o prefeito Renato Machado parabenizou os homenageados e através das soberanas, lembrou a beleza da mulher hulha­negrense. “Hoje homena­geamos dois segmentos importantes, o campo, res­ponsável pela produção de alimentos essenciais e o motorista, que é responsá­vel pelo transporte de tantas pessoas no dia a dia. Tenho certeza que estamos todos no caminho certo. Ainda há muito o que melhorar­mos e um dos pontos são as estradas, totalmente ligadas as duas categorias de home­nageados, os colonos que necessitam delas em boas condições para o transporte de insumos, e o motorista para o tráfego de forma segurança. Certamente os homenageados desta noite representam muito bem os demais”, disse o prefeito.

Conheça um pouco dos homenageados

Carlos Antônio Langer e Ana Elise de Oliveira
Carlos Antônio Langer, nascido em Bagé, no dia 23 de julho de 1966, filho de Theodoro Fernandes Langer e de Regina Plotzki Langer. Aos 7 anos de idade foi estudar na Escola Olavo Bilac, na comunidade do Quebracho, Distrito de Bagé, onde estudou até a 5ª série do Ensino Fundamental e, após, na escola Monsenhor Costábile Hipólito, de Bagé.

Após o período escolar, voltou para sua comunidade para trabalhar com a família e seus pais na lavoura, com plantações de milho, tambo de leite e tudo o mais que se refere à agricultura familiar. Carlos atuou pelo Guarany Futebol Clube na categoria de Juniores, e comerciante de gêneros alimentícios.

No ano de 2004 conheceu Ana Elise de Oliveira, que hoje é sua companheira, filha de Luís Afonso de Oliveira e de Carmem Vera Soares. Natural de Bagé, Ana estudou na Escola Darci Azambuja até a 8ª série e depois fez o Ensino Médio na Escola Justino Quintana.

Carlos Antônio relata que em 2012 foi realizado em sua propriedade o Programa Rio Grande Rural, uma parceria da Emater, TV Brasil e TV Aparecida. Atualmente, o casal trabalha com um mini aviário, produção de queijo, doce de leite, conserva de pepino, ovos, bem como produção de milho verde, o qual fornece para a merenda escolar da rede municipal de ensino de Hulha Negra.

 

Max Lima Baumbach e Roslaine Hellwig Baumbach
Max Lima Baumbach nasceu em Bagé no dia 11 e novembro de 1962. Filho de Elvin Baumbach (In memoriam) e Iracema Lima Baumbach, estudou até a 4ª série na Escola Municipal da Salvador Jardim e completou o Ensino Fundamental na Escola Estadual Manoel Lucas de Oliveira, na Trigolândia.

Roslaine Hellwig Baumbach, nasceu em Bagé, filha de Affonso Hellwig e Selma Leitzke Hellwig. Estudou até a 4ª série na Escola Municipal da Salvador Jardim e completou o Ensino Fundamental na Escola Estadual Manoel Lucas de Oliveira, na Trigolândia. Após, cursou Magistério no Colégio Espírito Santo, em Bagé.

Na juventude, além dos estudos, ajudaram os na agricultura, nas lavouras de sorgo e milho e bovinocultura de leite e corte. Em 1982 foram sócios fundadores do Grupo de Jovens Rurais Unidos Para Servir da Colônia Salvador Jardim, que chegou a ter 60 participantes, representando o então município de Bagé em vários Encontros Rurais Regionais e Estadual.

Casaram-se no dia 1º de março de 1986, de onde nasceram os filhos Igor, Régis e Mirian. Fixaram residência na Colônia Salvador Jardim, onde moram até hoje. Aprenderam com o exemplo de seus pais de servir a Deus e as Comunidades a que fazem parte. Hoje dedicam-se a agricultura, principalmente ao cultivo da soja  e a pecuária de corte.

Max foi presidente da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana da Trigolândia, fazendo parte da diretoria atualmente, além de presidente da Paróquia Evangélica Fronteira Oeste e atualmente, integrante da diretoria da Camal e Conselho de administração, diretoria da Coopersul, diretoria da Sicredi, diretoria do Sínodo Centro Sul Campanha da IECLB e diretoria da Sociedade Concórdia.

Roslaine, além de apoiar seu esposo, também trabalhou na Organizando do Grupo de Canto, Escolinha Infantil e Grupo de Teatro da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana da Trigolândia, bem como, presidente da Ordem Auxiliadora de Senhoras Evangélicas. Também é sócia fundadora da Grupo Parceiras Voluntárias, que faz campanhas de arrecadação de alimentos e utensílios do lar e que já beneficiou inúmeras famílias, comunidades e instituições de caridade.

Diovane Manzke Müller
Nasceu em 13 de agosto de 1981, na localidade da Trigolândia, município de Bagé. Filho de Almiro Müller e Selma Hartwig Manzke. Tem duas filhas: Diovana Morbach Müller, com 11 anos e Francine Morbach Müller, com 9.

Em 2004 mudou-se para a Sede de Hulha Negra.  No mês de julho completou 12 anos de serviço como funcionário público municipal. Diovane trabalha na área da saúde há vários anos, transportando pacientes e usuários da saúde para as mais diversas regiões do Estado.

Ele Destaca “Que seu trabalho é muito importante, porque, tem um contato direto com o público, onde as horas de viagem trazem muitas histórias junto aos pacientes e usuários deste serviço. Sendo uma relação muito além do simples trabalho de motorista, pois, cada pessoa que é transportada tem algo a compartilhar, seja um chimarrão, um pedaço de cuca ou mesmo a prosa.

Comentários do Facebook