QUESTÃO ENERGÉTICA

Lideranças de Candiota se mobilizam pelo carvão e propõem seminário

Encontro aconteceu no gabinete do prefeito Adriano dos Santos Foto: Divulgação TP

Na semana em que o Ministério de Minas e Energia publicou no Diário Oficial da União (DOU) a Portaria 293/2017, que reincluiu o carvão mineral como fonte nos leilões de energia, algumas lideranças candiotenses se reuniram nesta quarta-feira (9) no gabinete do prefeito Adriano dos Santos.

Na oportunidade, principalmente sindicalistas, o prefeito e o presidente da Câmara de Vereadores, Guilherme Barão, debateram a realização de um seminário no dia 10 de novembro, com o objetivo de debater a criação de uma política nacional para o carvão mineral na matriz energética brasileira – proposta já acenada pelo ministro Fernando Coelho Filho, quando da sua visita recente a Santa Catarina e Rio Grande do Sul, inclusive com a determinação da composição de um Grupo de Trabalho Interministerial (GTI).

POLO – Em outro momento, as lideranças definiram, segundo o prefeito Adriano, a criação de um movimento junto aos sindicatos da região, prefeitos, vereadores, para que seja incluído o município de Candiota no projeto do Governo do Estado, que visa a implantação de um Polo Carboquímico, que a princípio contemplaria apenas a região do Baixo Jacuí, tendo como sede a cidade de Butiá. “Considerando que Candiota tem a maior reserva descoberta de carvão do Brasil, queremos que o município seja incluído nesse projeto também”, assinala Adriano.

Como definição, o grupo pretende agenda para a semana que vem, se possível, uma reunião na Casa Civil. Alguns deputados estaduais também já foram contatados para auxiliar na demanda.

 

Comentários do Facebook