RODOVIA CASTIGADA

MAC sofre ainda mais com as chuvas em Candiota

Com R$ 300 mil destinados pelo PGP em 2017, trecho em frente ao posto Buffon, na sede do município, deve receber asfalto novo ainda este ano

Com R$ 300 mil destinados pelo PGP em 2017, trecho em frente ao posto Buffon, na sede do município, deve receber asfalto novo ainda este ano Foto: J. André TP

A Prefeitura de Candiota, por intermédio da Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Sospt), segue realizando de forma cotidiana as operações tapa-buracos ao longo dos 13km da rodovia Miguel Arlindo Câmara (MAC) – principal acesso ao município. O trabalho paliativo não dá vencimento quando as chuvas aumentam, como foi nos últimos dias.

O trânsito pesado e intenso na estrada, aliado as chuvas, expõe ainda mais a fragilidade da via construída no início da década de 1970 pela Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), que era a então proprietária da Usina de Candiota (hoje pertencente a CGTEE Eletrobras). Nas últimas horas, o tempo instável castigou a estrada, abrindo novos buracos e aumentando os já existentes.

Na semana passada, Prefeitura iniciou nova operação tapa-buracos

Na semana passada, Prefeitura iniciou
nova operação tapa-buracos Foto: Divulgação TP

Na última terça-feira (3), a Prefeitura novamente realizou mais uma operação tapa-buracos, que não foi concluída por falta de asfalto frio. Outros 500 sacos já foram encomendados e assim que chegarem e o tempo permitir, a atividade será retomada.

PGP – No ano passado, assim como nas assembleias deste ano, a manutenção da rodovia ficou em segundo lugar como demanda geral, ou seja, como prioridade coletiva do município.

Em 2017, para ser aplicado este ano, foi destinado R$ 300 mil. Conforme o secretário Especial de Governo, Artemio Parcianello, uma empresa já está fazendo o levantamento para que dois trechos mais críticos sejam restaurados: entre a BR-293 e a primeira lombada, no bairro São Simão; e em frente ao posto Buffon, na sede do município.

Ainda conforme Artemio, outros dois trechos, o em frente a empresa Entel e debaixo das correias de carvão (defronte a Usina da CGTEE), ambos na Vila Residencial, estão sendo negociados para que empresas paguem pelo serviço de recuperação.

A coordenadora do PGP, Luana Camacho, assinalou que durante as assembleias deste ano, além de eleger a MAC novamente em segundo lugar como demanda geral (a primeira foi estradas rurais), foi levantado a possibilidade de se investir na sinalização da via, principalmente a parte central. Neste sentido, Artemio foi

Assembleia de delegados do PGP, destinou R$ 200 mil para a MAC em 2019

Assembleia de delegados do PGP, destinou R$ 200 mil para a MAC em 2019 Foto: Divulgação TP

cauteloso e disse que a possibilidade será estudada com carinho pelo governo. Para 2019, foram destinados pelo PGP R$ 200 mil.

PREOCUPAÇÃO – O prefeito Adriano dos Santos reforça que o município, por conta própria não possui condições para realizar o reparo que a via precisa, que atualmente está orçado em cerca de R$ 12 milhões. Entretanto, o prefeito assinala que esta é uma preocupação sempre presente.

Adriano lembra que em seu plano de governo, defendido em campanha eleitoral, o comprometimento foi recuperar ao menos os trechos mais críticos. “Este esforço estamos fazendo, inclusive com o endosso da população, através do Gestão Participativa. Vamos alocar recursos do nosso orçamento próprio na rodovia”, disse.

FEDERALIZAÇÃO – Ainda tramita no Congresso Nacional, uma previsão de federalização da MAC, passando a responsabilidade para a União, sendo que até então não existe uma definição concreta a quem de fato pertence a estrada. Também há um pedido do município protocolado no Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) para que quando for realizada manutenção na BR-293 (que já está precisando com urgência), se faça também desde o trevo da Vila Operária até próximo a João Emílio.

Há, em outra frente, uma negociação ainda muito inicial e sem qualquer avanço, de que a União repasse recursos para a recuperação total da estrada e que o município a partir dali assuma a manutenção.

Comentários do Facebook