Papo de Redação – 16/Jun/2016

ZÉ E CABRAL EM PINHEIRO
O TP teve acesso ao resultado (não aos números) da pesquisa que apontou quem serão os pré-candidatos a prefeito e vice da frente de oposição em Pinheiro Machado. Muitos dizem que deu a lógica com o ex-prefeito Zé Antônio (PDT) e o ex-vereador Jackson Cabral (PSDB), respectivamente.

JAIME EM PINHEIRO
O abatimento do vereador Jaime Lucas (PMDB) durante a sessão ordinária da câmara de vereadores nesta terça-feira, 14, era evidente. Foi tanto, que Jaime, de forma inédita, pelo menos no tempo que o TP cobre as sessões, não utilizou de seu espaço na tribuna. Os analistas de plantão atribuem o comportamento ao fato de que o vereador alimentava a ideia de ser o candidato a prefeito de oposição nas eleições deste ano. Como o nome dele ficou em terceiro lugar na pesquisa, a pretensão fica adiada, salvo que Jaime faça um voo solo. Contudo, nas conversas que sempre manteve com a coluna, Jaime era taxativo em dizer que ele e o PMDB se manteriam unidos a PDT e PSDB, independente do resultado da pesquisa. Resta saber agora se o experiente político tentará a quarta eleição consecutiva a vereador.

CPI EM PEDRAS ALTAS 1
Com base na denúncia feita pelo eleitor Amarildo Borges, o Balão, os vereadores Santo Deoscar (PSB), Carlos Roberto Neto Teixeira (PSB) e Alvim do Amarilho Neto (PT) entraram com pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar e Inquérito (CPI) para averiguar se houveram irregularidades na contratação, por parte da prefeitura, de um médico uruguaio para atuar no sistema de saúde municipal.

CPI EM PEDRAS ALTAS 2
Os três proponentes da CPI mais a vereadora Daiane Pinheiro (PSDB) votaram recentemente contra a aceitação da denúncia para a instalação de uma Comissão Processante (CP). Os quatro votos garantiram o arquivamento da denúncia, pois eram necessários seis dos nove. Para entender, a CP tinha o poder de cassação do mandato do prefeito Fábio Tunes (PSDB) e da vice Lídia Soares (PP) – ambos denunciados. Já a CPI, que deverá começar a funcionar em breve e tendo os três proponentes como membros, fará apenas a apuração dos fatos, sem poder de cassação, sendo que ao fim os resultados são remetidos a órgãos como Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) e Ministério Público, para que de posse das investigações, tomem as devidas providências. Para a instalação de uma CPI, conforme o regimento interno da câmara pedrasaltense, não é necessáriaautorização do plenário e sim apenas reunir no mínimo a assinatura de três vereadores no pedido.

PSB EM CANDIOTA
Fontes internas do partido dão quase como certo que os socialistas estarão com Adriano dos Santos (PT) nas eleições deste ano. Havia uma pré-acordo do PSB com o PDT, entretanto, ao que consta, uma divergência entre um dirigente do PMDB (partido aliado do PDT nestas eleições) com um do PSB, gerou o afastamento. As negociações do PSB com o PT neste momento já estão adiantadas até do ponto de vista de uma aliança na proporcional (vereador) entre as duas siglas.

PSC EM CANDIOTA
A coluna não teve a confirmação oficial, mas as informações que chegam dão conta que também o Partido Social Cristão (PSC), que tem a frente o atual vice-prefeito Paulo Brum, está fechando questão com a pré-candidatura petista de Adriano à prefeitura. Também, ao que chegou a coluna, o PSC conseguiu se habilitar legalmente perante a Justiça Eleitoral.

CIRCUITO FECHADO EM CANDIOTA
Se estas informações se confirmarem, o quadro político-partidário praticamente se fecha para as eleições 2016 na cidade, com as forças todas acomodadas, senão vejamos: PMDB, PDT e PP com Gildo e Sandra; PT, PTB, PCdoB, PSC e PSB com Adriano e Gil Deison; e PSDB sozinho com Carlos Ernesto Betiollo, sendo que o vice ainda não foi definido. As conversas de bastidores refluem, de que PT e PSDB ainda não encerraram totalmente as negociações.

LANÇAMENTO DE BETIOLLO EM CANDIOTA
Contudo, está confirmado para este sábado, 18, a partir das 14h, o lançamento da pré-candidatura do ex-prefeito de Pinheiro Machado, Carlos Ernesto Betiollo, à prefeitura de Candiota. O evento acontece na avenida Luiz Chirivino, em frente ao campo de futebol, num prédio alugado pelo PSDB para ser a sede partidária.

COMISSÃO ESPECIAL EM CANDIOTA 1
Duas comissões especiais foram formadas na câmara de vereadores de Candiota, na sessão ordinária do dia 13 de junho. Atendendo proposição do vereador Ancelmo Camillo (PSDB), o Legislativo criou uma comissão para tratar sobre o não fechamento da 7ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), com sede em Bagé e que atende, além da Rainha da Fronteira, os municípios de Aceguá, Candiota, Dom Pedrito, Hulha Negra e Lavras do Sul. O parlamentardisse estar preocupado com o possível fechamento da coordenadoria por parte do governo do Estado, tendo em vista que, se isso ocorrer, os municípios da região passarão a ser atendidos pela 10ª CRS, sediada em Alegrete. “Fui secretário (municipal) de Saúde e sei o quanto é importante ter uma coordenadoria perto”, ressaltou o tucano, que integra a comissão, por ser o proponente, juntamente com os vereadores Valmir Cougo (PT) e Andreia Rangel (PMDB), a Deia.

COMISSÃO ESPECIAL EM CANDIOTA 2
A outra comissão tratará sobre a regularização fundiária dos lotes dos assentamentos do município. “Queremos fazer um trabalho em defesa da titularidade dos lotes, porque têm assentados que passaram do prazo legal para obterem a titularidade dos lotes. Estamos atendendo pedido de pequenos produtores que se sentem incomodados com essa situação”, destacou o vereador Gildo Feijó (PMDB), que propôs a criação da comissão. Segundo ele, os agricultores não conseguem investir em suas propriedades e obterem financiamentos sem terem a titularidade dos imóveis. O peemedebista acredita que cerca de 800 propriedades rurais do município ainda não foram regularizadas pelos governos federal e estadual. Além de Gildo, compõem a comissão os edisAncelmo Camillo (PSDB) e Ataídes da Silva (PT).

Comentários do Facebook